Brasil: vendas online podem chegar a US$ 25 bilhões


Segundo a Forrester, o Brasil é o maior e mais avançado do mercado de e-commerce. É o que aponta o estudo que também inclui Argentina e México. O relatório – o mais recente da América Latina – ainda aponta que o Brasil representa mais da metade das receitas totais do Mercado Livre (83,7 milhões dólares no 1º trimestre 2012).

Não é por nada que a EDTED está fazendo sucesso na sua 17º edição. O evento esse ano se chama EDTED E-Commerce e tem suas atividades voltadas ao mercado de comércio virtual, que ganha mais respaldo agora que o Brasil tem um futuro tão promissor nesta área.

A Forrester também espera que as vendas online cheguem a US$ 25 bilhões no Brasil até 2017, mais do que duplicando as vendas esperadas de US $ 12,2 bilhões em 2012.

E isto está apenas começando: o mercado brasileiro está evoluindo rápido, já que as compras online se expandiram para quase todas as classes sociais em nível de popularidade.

Além disso, a Forrester também observa que, embora muitas compras online ainda se relacionem com hardware e eletrônicos de consumo, o mercado brasileiro está se deslocando em direção ao que o estudo descreve como “categorias mais avançadas”, como vestuário e acessórios.

Categorias de lado, a paisagem varejista, também está mudando, com “tradicionais” jogadores como B2W em declínio, em favor de novos operadores como a popular cadeia de varejo Magazine Luiza e startups como Dafiti, Netshoes e Baby.com.br.

Fonte: imasters.com.br

Comentários

comentário(s)