Programação na Indústria de Jogos – Retrospectiva Conexão 2016


Faltam 13 dias para o Conexão KingHost 2017, que tal nesse meio tempo acompanhar tudo que aconteceu ano passado? Confira agora o conteúdo da palestra de Bruno Tinnus. Ele apresentou a jovem industria de jogos, uma área que clama por mão de obra altamente qualificada e que possui um público consumidor exigente, desafiando os profissionais a se reinventarem. Além de falar dos profissionais envolvidos na área e o papel deles no processo de desenvolvimento de um jogo, Bruno também apresentou com destaque a game engine Unity para quem está querendo iniciar na área.

Destaques da palestra

Falando um pouco sobre a industria de jogos: Ir para o trecho em 0:20

“Sobre game engines:  principal midleware para jogos, ela faz todo o trabalho pesado para você.” 12:44

“Dentro de um projeto na indústria de jogos temos três áreas principais, elas são especialmente comuns em projetos maiores. Você terá o programador de Cliente que é quem vai programar interface, gráficos e gameplay, ou seja, tudo o que vai acontecer no dispositivo do jogador. Em jogos que têm suporte de servidor como, por exemplo, jogos multiplayer, você também vai ter uma equipe programando sistemas de back-end. Muitas vezes também temos uma equipe de Tools, que é uma equipe que trabalha no desenvolvimento de ferramentas que podem ser usadas pelos próprios desenvolvedores.” 15:20

“A Unity é a game engine mais utilizada atualmente.” 17:32

 

Operação Serenata de Amor no Conexão KingHost 2017!

O Conexão 2017 terá várias atrações incríveis, entre elas um dos criadores da Operação Serenata de Amor estará participando e contando sobre esse projeto que usa inteligência artificial para auditar contas públicas e combater a corrupção. Inscreva-se logo e garanta sua participação:

inscreva-se no conexão

Comentários

comentário(s)