4 técnicas de link building que vão além do guest post


O Google interpreta os links que o seu site recebe de outros sites como um dos critérios para definir a ordem em que as páginas aparecem no seu ranking de buscas. Identificar sites e páginas, com uma boa qualidade, que possam linkar para o seu conteúdo é portanto uma ótima forma de melhorar o alcance da sua presença digital. Por isso, o link building é uma atividade que qualquer pessoa que deseja otimizar sites para os buscadores e ser mais popular na web precisa conhecer e praticar.

Uma das formas mais clássicas de link building, é a troca de posts entre blogs, também conhecida como guest posting. Nessa técnica, você contribui com um conteúdo para o blog de outra empresa e vice versa.  Vale mencionar que sua estratégia de guest posting deve ir além de tentar obter o maior número possível de links para o seu site. É importante avaliar se o público-alvo do site para o qual você escreverá irá se beneficiar das informações que você tem a oferecer.

Outra dica é concentrar-se em contribuir com sites de qualidade igual ou melhor ao seu, essa qualidade pode ser mensurada através dos índices de DA (autoridade de domínio) e PA (autoridade da página). Afinal, não são apenas links que estão em jogo, o guest post é também uma ótima oportunidade para trabalhar relacionamentos e branding. Além do guest post, confira outras formas de ajudar a acelerar o link building do seu site.

Confira 4 técnicas para trabalhar link building no seu site:

1) Aproveitar as ferramentas de divulgação online

SEO Certo é uma ferramenta com a qual você pode obter dicas personalizadas de link building, uso de palavras-chave e outras técnicas de SEO. São dicas altamente relevantes que levam em conta inclusive uma análise competitiva.

seo certo

Com relação ao link building, na sua versão premium, o relatório oferece diversas dicas e oportunidades personalizadas, além de mostrar um histórico da aquisição de links pelo seu domínio. Para quem cadastra o site dos concorrentes, essa análise consegue ser ainda mais rica e certeira, com dicas de domínios com os quais você pode se relacionar.

Uma dica importante da ferramenta é utilizar ferramentas sociais, como o Google Meu Negócio e Foursquare, para iniciar a construção de links que aumentem a relvância do seu perfil online.

É claro que isto é apenas um pequeno spoiler do que você tem acesso ao utilizar a ferramenta. Se ficou curioso, você pode experimentar um relatório gratuito, clicando:

 

seo - link building

2) Atualização de artigos já escritos

Esta é uma forma muito simples para otimizar o conteúdo que você já tem e assim beneficiar o tráfego do seu site como um todo. Em muitos casos, especialmente para quem possui um blog bastante movimentado, existe uma base imensa de recursos para atualizar e extrair o valor.

A atualização de artigos antigos funciona como melhoria de SEO e especialmente link building porque se pensarmos em uma arquitetura típica de sites, em especial blogs, usualmente o artigo mais novo será posicionado no topo do blog. No entanto, após outros artigos serem publicados ele cai na hierarquia do site e com o passar do tempo vai perdendo importância. Isso significa que aos poucos ele vai se beneficiando menos dos links recebidos, inclusive os links internos (mais sobre eles a seguir).

Para atualizar seu conteúdo, coloque alguma informação extra e atualize todas as informações relacionadas a dados. O mais importante, não esqueça de modificar a data da publicação para o dia em que foi feita a atualização. Assim, seu conteúdo voltará a ter uma relevância maior na arquitetura do seu site. Após divulgá-lo novamente e ganhar mais alguns links externos, possivelmente irá subir algumas posições no ranking do Google.

Escolha quais artigos priorizar olhando para o Google Search Console. Procure por páginas do seu site que estão ranqueando em posições da segunda página no ranking de buscas (posições entre 11 e 16). Provavelmente você conseguirá trazer o conteúdo da segunda página do Google para a primeira, o que em muitos casos pode dobrar o número de visitas dessas páginas.

3) Links internos

Você sabia que os links internos informam ao Google quais as páginas do seu site são as mais importantes? Revise sua estratégia para certificar-se de que está apresentando os sinais certos sobre quais páginas você prefere ranquear primeiro.

Muitos consideram “SEO técnico” como um conjunto específico de tarefas feitas de modo isolado, mas na verdade é muito importante entender o todo do seu site, criando uma estratégia de links internos completa, onde vários aspectos são levados em consideração. Uma das situações que mais precisam de atenção é o conteúdo duplicado.

Em casos de conteúdo duplicado, é preciso pensar no uso de tag canonical (que identifica para qual o conteúdo que o robô dos buscadores deve ler e ranquear) ou de redirecionamentos, garantindo consistência entre as versões das páginas, a da URL utilizada em seu sitemap e a versão que o Google está indexando.

Uma estratégia de links internos sólida vai além da preferência e links para suas páginas mais importantes. Um estudo levando em conta o uso de palavras-chave para cada página e o uso de texto âncora (a palavra ou expressão que você usa para linkar um conteúdo) nos links também devem ser levados em consideração.

Claro que é necessário garantir a coerência técnica, porém a sua análise deve considerar as necessidades do usuário em primeiro lugar, criando uma estratégia de links internos natural, intuitiva e alinhada às metas de conversão de cada tipo de site.

4) Oferta de conteúdo/ Técnica do link quebrado

Quem gosta de ter um link quebrado no seu site? Ninguém, certo? A técnica do link quebrado é muito simples, em poucas palavras, você precisará encontrar páginas que poderiam potencialmente linkar para você, procurar por links quebrados na página e, se houver algum, entrar em contato perguntando se o link quebrado poderia ser substituído por um link para você.

Obviamente você precisa ter ou produzir um conteúdo de qualidade que corresponda ao link em questão. Existe uma extensão para o Chrome que mostra todos os links quebrados de qualquer página visitada. Apesar de simples, as chances dessa técnica funcionar são maiores para links que direcionam para conteúdo de topo de funil, ou seja, são informativos e não citam produtos diretamente.

Ao invés de procurar por links quebrados você pode entrar em contato com blogs e portais de conteúdo que tem afinidade com o seu negócio e público-alvo e se oferecer para desenvolver um conteúdo especial para eles. É praticamente como um guest post, porém você não pede nada em troca, além é claro da inclusão de links nos artigos que você desenvolver.

Pensando em outra possibilidade, se você encontrar um conteúdo desatualizado em um blog que você acha interessante para link building, você pode se oferecer para atualizar esse conteúdo. Dessa forma, você ganhou um link sólido e, além disso, não terá tanto trabalho quanto se fosse escrever o artigo do zero.

Como regra geral, devemos contar com um perfil variado de links apontando para nosso site. O Google pune qualquer padrão de construção de links que não pareça natural, como, por exemplo, a compra de links. Isso pode atrapalhar de modo drástico o seu posicionamento nos buscadores.

Por isso, devemos sempre ter em mente que  link building é a arte de criar valor, seja para quem você está produzindo um conteúdo, seja para você mesmo, na hora de selecionar os parceiros com quem deseja desenvolver associar sua marca e seu ambiente online.

 

Leonéia Evangelista

Leonéia Evangelista

Analista de Conteúdo em Kinghost
é bacharel em Comunicação Digital pela Unisinos e mestre em Bibliotecas Digitais pelo programa Digital Library Learning (Erasmus Mundus). Trabalha com web há mais de 8 anos e atualmente cursa MBA em Marketing Estratégico.
Leonéia Evangelista

Comentários

comentário(s)