HTTPS como estratégia de posicionamento no Google


Já faz algum tempo que o Google vem dando indícios da importância que ele dá para a segurança dos sites em SEO. Desde Janeiro deste ano, o Chrome, navegador do Google, exige HTTPS de sites que solicitam informações como senhas, número de cartão de crédito ou outros dados pessoais.

Hoje, quando você acessa qualquer site HTTP, em vez do cadeado indicando que é um site seguro, o Chrome exibe na barra de endereço, logo à esquerda da URL, um “i” para informações. Se você clicar aparecerá a seguinte mensagem: sua conexão com esse site não é segura. Se você acompanha o blog, deve ter visto a notícia.

Por isso, se você é um site que pede qualquer tipo de dado do usuário, até mesmo e-mail, é importante ter um Certificado SSL e garantir o HTTPS. Se você é cliente da KingHost, então já possui o Certificado SSL gratuito, porém precisa ativá-lo no painel. Encontre ainda mais razões para ativá-lo aqui. No Lab também há um resumo de um artigo desenvolvido pelo Tudo Sobre Hospedagem de Sites ensinando a fazer a instalação. É só seguir o passo a passo.

O que é HTTP e HTTPS?

Para entender um pouco melhor, HTTP é a sigla para HyperText Transfer Protocol e HTTPS é HyperText Transfer Protocol Secure. Ou seja, ambos são linguagens para troca de informações entre servidores e clientes, porém HTTPS é seguro e HTTP não.

Qual a posição oficial do Google?

Em 2014 o Google fez, no blog do Webmaster, uma publicação falando justamente sobre o HTTPS como um sinal de rankeamento. Apesar da mudança no Chrome ter ocorrido no início deste ano, o Google já estava dando indícios de que este movimento ocorreria.

No final do ano passado foi feita uma nova publicação falando justamente do crescimento do uso do HTTPS na web, como um movimento que vem ocorrendo. Esta publicação deixa claro o interesse em, de fato, fazer essa migração por uma internet mais segura.

O gráfico abaixo, retirado desta publicação, mostra o crescimento drástico. Vale destacar o seguinte comentário: “We’ve seen many sites successfully transition with negligible effect on their search ranking and traffic”.  Ou seja, eles têm visto transições de sucesso com efeito no posicionamento nas buscas e no tráfego do site. Ao final do texto, o usuário é claramente encorajado a fazer a migração, por uma internet mais segura.

grafico_https_crescimentoFonte: Google Webmaster Central Blog

Quais as vantagens então?

Uma vez que a segurança é uma prioridade para o Google, cito 3 vantagens da migração.

  • Aumento de visitas do site;
  • Mais segurança para o usuário;
  • Posicionamento no resultado orgânico.

Existe algum risco?

Quem tem site sabe que toda a mudança tem um risco. Por isso é importante fazer com a ajuda de um profissional de TI para garantir que o processo seja feito corretamente, sem perda de backlinks e mudanças extras nas URLs. Sendo feito com cuidado e atenção, só terá ganho.

Se você quiser saber mais sobre as vantagens do uso do SSL, desenvolvemos um eBook exclusivo com o case do blog da KingHost, o Lab. Desde que mudamos para HTTPS, usando o Certificado SSL, o volume de visitas cresceu em 200%. Volume expressivo e muito positivo. Vale a pena conferir.

Patricia Sperk

Patricia Sperk

Analista de SEM em KingHost
Administradora de Empresas por formação e estudante do MBA em Marketing da FGV. Apaixonada por Marketing Digital e em constante desenvolvimento.
Patricia Sperk

Últimos posts por Patricia Sperk (exibir todos)

Comentários

comentário(s)