O código 500 é um status de erro HTTP que indica uma dificuldade de processamento do servidor, a partir de uma incompatibilidade ou configuração incorreta em uma aplicação de um site. A mensagem de erro exibida na tela em certos casos é Erro 500 – Internal Server Error, pois o servidor não pode ser mais específico quanto ao erro em sua resposta ao visitante do site e exibe esta mensagem padrão.

O QUE CAUSA O ERRO 500?

Ele pode ocorrer por alguns motivos específicos, tais como:
Definição de parâmetros de forma incorreta através de um arquivo .htaccess;
Elevado uso de recursos ou timeout;
Permissões de arquivos incorretas (Linux);
Alto número de acessos simultâneos no site;
Erros de regravação de URL e de diretivas PHP.

Além dos descritos acima, em diversos servidores com PHP 5.3 ou superior, pode ocorrer ao tentar definir regras de php_flag ou php_value através de um arquivo .htaccess, visto que estes servidores tem suporte ao PHP-FPM, ao qual é incompatível a tais regras no .htaccess.

COMO CORRIGIR O ERRO 500 GERADO PELO .HTACCESS

É necessário revisar as regras utilizadas, se estão configuradas de forma correta. Caso não saiba a regra que está gerando conflito, tente comentar regra por regra colocando o caractere # no início de cada linha e ir testando o acesso ao site para verificar se o mesmo retornou.
No exemplo abaixo, há erro 500 pois o domínio está hospedado em servidor com PHP-FPM e utiliza regras php_flag, confira:


Assim devem ficam as regras para que as mesmas fiquem comentadas (desativadas):


As diretivas que usam php_flag em sua hospedagem deverão então ser configuradas no Painel de Controle do seu domínio, na ferramenta Configuração PHP.
As diretivas que podem ser habilitadas ou não são: register_globals, Safe Mode, Allow URL FOpen, Display Errors, Display Startup Errors e Magic Quotes Gpc.
Por padrão, vem configurada da seguinte maneira:
Configuração PHP - Diretivas

COMO CORRIGIR O ERRO 500 GERADO POR PERMISSÕES INCORRETAS

Quando referido às permissões, é necessário que revise as permissões utilizadas.
Por padrão, permissões de diretórios serão 755 e arquivos 644 dentro do ambiente de hospedagem Linux. Em alguns casos, pode acontecer de tentar mudar as permissões dos arquivos e as mesmas não serem alteradas. O motivo é que o arquivo está com outro usuário dono (nobody ou root). Para corrigir, utilize a ferramenta Restaurar Permissões em seu Painel de Controle e tente alterar as permissões dos arquivos. Se ainda houver erros, contate nosso suporte.

ERRO 500 GERADO PELO CONSUMO DEMASIADO DE PROCESSOS PHP

No ambiente compartilhado, seus sites possuem limitações de recursos quanto a processamento e memória.
A memória PHP é limitada em de acordo com seu plano e número de processos que você definiu (requisições PHP).
Ou seja, a partir do momento em que sua aplicação executa diversos processos simultâneos, os próximos processos entram numa fila de execução, assim consumindo mais recursos do servidor até sua limitação. Quando este limite é atingido ocorre um estouro de pool, neste momento os processos são mortos pelo servidor e então reiniciados, neste processo ao acessar o site é gerado erro 500.

COMO IDENTIFICAR SCRIPTS LENTOS E ESTOURO DE POOL EM SEU SITE

Acesse seu Painel de Controle e clique na ferramenta Configuração PHP.
Se houverem scripts lentos e estouro de pool, serão exibidos alertas e você pode clicar para analisar cada ocorrência.

Clique no item que deseja obter mais informações para analisar os dados.
Configuração PHP - Slow Logs

SERVIÇOS QUE PODEM AUXILIAR NA OTIMIZAÇÃO DA APLICAÇÃO E DIMINUIR O CONSUMO DE RECURSOS

Webserver Nginx
Cloud Computing
Varnish Cache

Os serviços citados acima podem auxiliar na otimização, sendo assim, não é uma certeza de que a contratação dos serviços irá corrigir a dificuldade de erro 500.
Se necessário, contate o desenvolvedor do seu site.
  • Este artigo foi útil?
  • SIM   NÃO